-->
  • CONSUMO APARENTE DE COMBUSTÍVEIS NO BRASIL CRESCEU 3% NA COMPARAÇÃO ENTRE 2010 E 2011

    O consumo aparente de combustíveis no mercado brasileiro em 2011 foi de 121,482 bilhões de litros, o que representa um aumento de 3% em relação aos 117,936 bilhões de litros referentes a 2010. Os dados foram divulgados hoje (16/2) no Seminário de Avaliação do Mercado de Derivados de Petróleo e Biocombustíveis da ANP, realizado no escritório central da Agência, no Rio de Janeiro.

    Houve aumento de 5,2% no consumo de óleo diesel na comparação entre 2010 e 2011, de 49,239 bilhões de litros para 51,782 bilhões de litros.

    O consumo de gasolina C foi de 35,452 bilhões de litros, um aumento de 18,8% em relação aos 29,844 bilhões de litros relativos a 2010.

    O consumo de etanol hidratado foi de 15,074 bilhões de litros em 2010 e caiu para 10,718 bilhões de litros em 2011, o que representa uma redução de 28,9%. O etanol anidro (adicionado à gasolina A para preparação da gasolina C vendida nos postos) teve crescimento de 18,3%. No etanol total (anidro + hidratado) houve redução de 13,8% em 2011 frente a 2010, de 22,162 bilhões de litros para 19,101 bilhões de litros.

    Segundo os dados divulgados pela ANP, o consumo de biodiesel cresceu 5,3% na comparação entre os dois períodos, de 2,425 bilhões de litros em 2010 para 2,554 bilhões de litros. O consumo de gás liquefeito de petróleo (GLP) aumentou 2,5%, de 12,558 bilhões de litros para 12,867 bilhões de litros. Houve queda de 25,1 % no óleo combustível, de 4,901 bilhões de litros para 3,671 bilhões de litros. O consumo de gás natural veicular (GNV) caiu 1,9%, de 5,494 milhões de metros cúbicos/dia para 5,390 milhões de metros cúbicos.
  • Você pode gostar disso