-->
  • Fiscalização ambiental - Cuidados que o revendedor deve ter para evitar autuações

    No piso impermeável na área de abastecimento, na lavagem e na troca de óleo: verifique sempre a limpeza destas áreas e a existência de trincas ou falhas que possam facilitar algum tipo de contaminação, manter as canaletas sempre limpas.

    Limpeza das caixas separadoras: essa limpeza deve ser feita periodicamente e por uma empresa especializada e, se o fiscal exigir, deve-se apresentar o documento emitido pela empresa que realizou a limpeza, bem como sua destinação.

    Limpeza dos sumps: o sump existe para armazenar algum tipo de vazamento que tenha ocorrido, por isso deve estar sempre limpo e o revendedor atento para providenciar a correção caso seja necessário.

    Câmara de calçada: como é um local de circulação de veículos deve estar sempre em perfeitas condições, para isso, deve-se realizar uma verificação periódica.

    Descarga: estes locais devem estar sempre limpos e em perfeito funcionamento.

    Respiros: devem estar instalados a 3,5 metros de altura e 1,5 metros de distância das construções do posto. A fiscalização deve verificar o comprovante de manutenção das válvulas de suspiro, com o laudo da empresa.

    Laudos: o agente pode solicitar os laudos de monitoramento dos tanques e da caixa separadora e estes, por sua vez, devem estar assinados por responsável técnico com a respectiva ART.

    Resíduos sólidos: devem estar em local adequado e ter os comprovantes que mostrem sua correta destinação.

    Coleta de óleo: ter sempre o comprovante da coleta de óleo lubrificante usado por empresa autorizada pela ANP.

    EPAE: os agentes podem checar o comprovante de contratação de empresa prestadora de serviços de pronto atendimento emergencial, ou o posto pode ter a própria equipe treinada para os primeiros atendimentos.

    Fonte: http://www.sindiposto.com.br/

  • Você pode gostar disso